Ação Global Soebrás em Cônego Marinho

Ação Global Soebrás em Cônego Marinho

No último domingo, dia 24 de setembro, foi realizada na cidade de Cônego Marinho uma Ação Soebrás, voltada para a saúde. A Soebrás disponibilizou um caminhão e médicos para atendimento a população, com a presença de Raquel Muniz, Deputada Federal; Dra Ariadna, Oftalmologista e Diretora da Fundação Hilton Rocha; Ruy Muniz, Presidente da Soebrás, além das lideranças e administração local.

Leia mais

Parceria Funorte e Hospital Municipal de Buritizeiro-MG

Parceria Funorte e Hospital Municipal de Buritizeiro-MG

No dia 16 de setembro de 2017, último sábado, Ruy Muniz esteve no município de Buritizeiro a convite de lideranças políticas da região para conhecer o Hospital Municipal Dr. Rodolfo Mallard. A instituição conta com uma boa estrutura, porém, com diversos blocos impedidos de atender a população por falta de recursos. O objetivo da visita foi analisar a viabilidade de parceria entre o hospital e o Curso Medicina da Funorte para reativar alguns serviços.

Leia mais

Nota aos Dirigentes da SOEBRAS

Nota aos Dirigentes da SOEBRAS

Prezados Amigos e Amigas Colaboradores, mais uma perseguição contra Ruy, Raquel e Filhos e Rede SOEBRAS. Na tarde de segunda-feira (12) o Ministério Público Federal (MPF) divulgou nota através de sua assessoria em que informa a decretação de intervenção judicial na Rede Educacional Soebras/Funorte. O Ministério Público Federal ajuizou a presente demanda com base na Lei Anticorrupção Empresarial ( Lei 12.846/13)” , que pune empresas por atos de corrupção contra a administração pública, o que não se aplica a Rede Soebras/Funorte.

Leia mais

A importância do 13º salário

A importância do 13º salário

O 13º salário foi criado no Brasil através da Lei 4.090, de 13/07/1962.  Desde então, com mais de 50 anos de existência da lei, a bonificação é um estímulo ao comércio no período de festas de fim de ano e ajuda também muita gente a deixar as contas em dia.

De acordo com a legislação brasileira, o 13º deve ser pago aos trabalhadores em até 2 parcelas, sendo a primeira entre fevereiro e novembro, enquanto a segunda deve ser paga até, no máximo, 20 de dezembro.

No entanto, esse ano aqui em Minas Gerais os servidores estaduais tiveram uma grande surpresa. O Governador Pimentel anunciou que, por motivos financeiros, o 13º salário será dividido em até 3 vezes, sendo que a primeira parcela só será creditada no dia 22 de dezembro. Funcionários com salários maiores poderão receber até o dia 24 de março de 2017. Resultado de uma gestão pouco eficiente dos recursos públicos.

A folha de pagamento é uma das principais responsabilidades de qualquer governo (municipal, estadual ou federal), assim como a de empresas, principalmente as prestadoras de serviço. Além de estar sujeita a uma rigorosa legislação, ela consome boa parte do orçamento, por isso deve ser tratada com seriedade. Como foi nos últimos 4 anos em Montes Claros, no mandato de Ruy, na qual os salários eram pagos de 4 em 4 semanas, sem atrasos.

O atraso no pagamento do 13º prejudica não apenas o trabalhador, que certamente fez planos com o dinheiro, como viagens com a família, presentes de Natal ou até mesmo pagamento de contas. Isso também afeta a economia. Com menos dinheiro na mão do consumidor, o comércio vende menos que o esperado, não contrata mão de obra extra, como é comum nesse período, até mesmo o governo perde com a redução da arrecadação de impostos que incidem sobre tudo que adquirimos.

Mas para você que já está com parte do 13º em mãos, cabe uma dica importante. Divirta-se e aproveite as festas de final de ano, mas tente não gastar todo e seu dinheiro com festas e presentes. Janeiro é um mês de muitas contas: IPVA, material escolar, matrículas de estudantes (para quem tem filhos em escola particular) e várias outras despesas que variam conforme sua situação. Aproveite com consciência para que o ano que vem não comece com dor de cabeça.